Arquivístico

Textual

O acervo arquivístico textual da Memória da Eletricidade é constituído por arquivos pessoais e institucionais, compostos por documentos históricos de diversos gêneros e suportes. São, ao todo, 50 arquivos acumulados e produzidos por personalidades e empresas do setor de energia elétrica em todo o país, que possuem um rico material sobre o processo de implantação e manutenção do setor de energia elétrica em diversas épocas históricas.

 – Arquivos Pessoais:

Doados por dirigentes e técnicos do setor elétrico, os Arquivos Pessoais são conjuntos documentais especialmente valiosos, por preservarem a história da perspectiva de seus protagonistas. Na Memória da Eletricidade, fotos, cartas e atas de reunião fazem parte desse grupo de fontes primárias, indispensáveis para a pesquisa e a produção histórica.

Lucas Lopes, John Reginald Cotrim e Mauro Thibau são algumas das 47 personalidades que compõem o acervo de arquivos pessoais mantidos pela Memória, que reúne atualmente mais de quatro mil imagens e aproximadamente 18 mil documentos textuais. Entre as mais importantes coleções, estão os conjuntos iconográficos da Usina Hidrelétrica de Piabanha, doados por Cesar Rabello Cotrim, neto do engenheiro Cesar Rabello, que coordenou a construção da hidrelétrica.

Arquivos Institucionais da Memória da Eletricidade– Arquivos Institucionais:

Os Arquivos Institucionais integram o acervo arquivístico textual da Memória da Eletricidade e contam com cerca de 20 mil documentos doados por importantes empresas e instituições do setor elétrico. Nesse grupo de documentos, encomtram-se aqueles de natureza administrativa, tais como relatórios, projetos, memorandos e contratos, que refletem, em diferentes épocas, o funcionamento e a organicidade da instituição, do governo e do setor elétrico nacional.

Como exemplo de arquivo institucional salvaguardado pela Memória da Eletricidade, destaca-se o fundo da Companhia Auxiliar de Empresas Elétricas (CAEEB), recebido em 1992, após a autorização de custódia do Arquivo Nacional. Composto por 98 caixas, o material reflete a trajetória da CAEEB, que operou entre 1927 e 1990 na administração das concessionárias brasileiras do American & Foreign Power Company (Amforp).

Sonoro

Nosso acervo sonoro é composto pelo material produzido no Programa de História Oral desenvolvido na Coordenadoria de Pesquisa da instituição e em eventos produzidos pela própria Memória da Eletricidade e por empresas do setor de energia elétrica. Possui cerca de 624 horas de gravação divididos em 315 depoimentos e gravação de eventos.

Iconográfico

A memória da Eletricidade possui em seu acervo cerca de 17 mil documentos iconográficos tratados e identificados, que se dividem em 1.244 coleções, compostas por fotografias, cartões postais, cromos, contatos, negativos, plantas, mapas, desenhos, charges, pinturas, entre outros.

Filmográfico

O acervo filmográfico é composto por fitas e filmes betamax, VHS, U-matic e DVD’s.